Pesquisa personalizada

Olá Amigos e Amigas, Bem vindo!!!

A idéia deste Blog é com o intuito de fornecer informações sobre Ervas e Insumos em geral.

Através de um estudo arduo e minuncioso, conseguimos trazer para vocês informações sobre cada Erva para auxilio de estudo e orientação quanto ao uso.

Vale salientar que todas as Ervas publicadas neste Blog são de fontes verdadeiras. Essas são encontradas sempre ao final de cada texto.

Espero que este Blog seja útil para todos vocês e se possível divulguem para que possamos trocar idéias a respeito dessas maravilhas que a Natureza nos oferece de graça.

Voltem sempre, pois estaremos semanalmente atualizando este Blog com outras Ervas.

Para encontrar a sua erva preferida, clique nas datas ao lado e boa leitura!!!

Abraços,

terça-feira, 10 de março de 2009

Carobinha

Trata-se de uma árvore pequena ou arbusto grande de ramos glabros enquanto novos e ligeiramente pubescentes no ápice. As folhas são longo pecioladas, apresentando pecíolos arredondados e acuminados, sendo agudos no ápice e na base, medindo até 6 centímetros de comprimento, saliente-nervados na página inferior, serrados, numerosos e glabros. As flores são campanuladas, grandes numerosas, avermelhadas, roxas ou róseas em panículas. O nome Caroba em tupi significa folha amarga.

Nome Científico: Jacaranda semiserrata Cham.

Nome Popular: Carobinha, Carobeira, Caroba da Mata, Caroba do Mato, Jacarandá-caroba, no Brasil.

Família Botânica: Bignoniaceae.

Parte Utilizada: Folha.

Princípios Ativos: Alcalóide: carobina; Taninos.

Indicações e Ações Farmacológicas: Popularmente a Carobinha é tida em forma de infusão, como diurética, especialmente utilizada no tratamento das afecções urinárias e cutâneas, além de externamente ser empregada como cicatrizante.

Toxicidade/Contra-indicações: Não há referências nas literaturas consultadas.

Dosagem e Modo de Usar: Não há referências nas literaturas consultadas.

Referências Bibliográficas:
• CORRÊA, M. P. Dicionário das Plantas Úteis do Brasil. IBDF. 1984.

• Flora Brasileira – Primeira Enciclopédia de Plantas do Brasil, 1ª edição, 1984.

Nenhum comentário: