Pesquisa personalizada

Olá Amigos e Amigas, Bem vindo!!!

A idéia deste Blog é com o intuito de fornecer informações sobre Ervas e Insumos em geral.

Através de um estudo arduo e minuncioso, conseguimos trazer para vocês informações sobre cada Erva para auxilio de estudo e orientação quanto ao uso.

Vale salientar que todas as Ervas publicadas neste Blog são de fontes verdadeiras. Essas são encontradas sempre ao final de cada texto.

Espero que este Blog seja útil para todos vocês e se possível divulguem para que possamos trocar idéias a respeito dessas maravilhas que a Natureza nos oferece de graça.

Voltem sempre, pois estaremos semanalmente atualizando este Blog com outras Ervas.

Para encontrar a sua erva preferida, clique nas datas ao lado e boa leitura!!!

Abraços,

sexta-feira, 13 de março de 2009

Cumarú

Árvore grande, frondosa e elegante sul-americana, principalmente encontrada na Amazônia, o Cumarú apresenta um tronco reto de até 32 metros de altura e 60 centímetros de diâmetro, chegando às vezes até a 1 metro. Sua casca é avermelhada ou amarelo-claro-acinzentada, pouco espessa, com epiderme quebradiça e que se desprende facilmente. As folhas são grandes, alternas, alado-pecioladas, imparipinadas, compostas de seis a oito folíolos alternos, curto-peciolados, com apêndice chato, linear, depois do último par, sendo os folíolos oblongos ou ovados, arredondado-oblíquo-obtusos na base e curto-obtuso-acuminados no ápice, rígidos, luzidios, finamente reticulado-nervados, glabros nas duas páginas. As flores são vermelhas, muito aromáticas, dispostas em panículas ferrugíneo-pubescentes. O fruto é uma drupa ovóide ou oblonga, verde-amarelada que quando madura é fibrosa e esponjosa e envolve uma semente dura, lisa, enrugada quando seca, roxo-escura, achatado-oblonga.
A semente é conhecida por “Fava de Cumarú”, “Fava de Tonka”, “Fava de Tanha” e Tonka Beans (em inglês), a qual foi de grande importância no comércio nos meados do século XIX. Os aborígenes caraíbas aproveitavam para fazer colares e braceletes

Nome Científico: Dipteryx odorata Willd. Sinonímia: Baryosma tongo Gaertn.; Coumarouna odorata Aubl.; Coumarona odora Aubl.

Nome Popular: Cumarú, Cumarú Verdadeiro, Árvore dos Feiticeiros, Cumarú Amarelo, Cumaruzeiro, Cumbari, Fava de Tonca, Fava de Tonka, Fava de Cumarú, Fava de Tanha, Fava de Índia, Sêmen Tonka (nas farmácias), Muira Paiê, Paru, Tonca, Tongo e Umbarú, em porutguês; Tonkabohne, na Alemanha; Sarrapia, Herba de Tonca, Haba de Tonquin,Tonca e Yape, em espanhol; Bois de Coumaron, Faux Gaïac, Fève Tonka, Gaïac de Cayenne, Gaïac de la Guyac e Guayac, em espanhol; Cuamara, Sweet-Scented Tonquin Bean, Tongo Bean, Tonka Bean, Tonka-Bean Tree e Torquin Bean, em inglês; Fava Tonca, na Itália.

Denominação Homeopática: TONGO.

Família Botânica: Leguminosae-Papilionoideae.

Parte Utilizada: Semente.

Princípios Ativos: Cumarinas; Óleo Gordo.

Indicações e Ações Farmacológicas: A semente é bem reputada como antiespasmódica, diaforética, tônico cardíaco e alguns consideram-na como emenagoga. Também indicado para as tosses, evitando o uso prolongado. Essas virtudes estão relacionadas com a presença de cumarinas. Devido ao seu aroma intenso as sementes foram utilizadas para perfumar tabaco, chocolate e bebidas, tendo emprego industrial como sucedâneo da Baunilha. O óleo proveniente de suas sementes ajuda a debelar as úlceras bucais, alivia as dores de ouvido e serve como tônico para o couro cabeludo.
O extrato de Cumarú é veneno moderador e retarda a respiração e dos movimentos cardíacos, sendo ao mesmo tempo um anestésico. O extrato atua sobre o sistema nervoso cérebro-espinhal, de onde a anestesia e os fenômenos sensitivo-motores são verificados. Torna também os intervalos diastólicos mais prolongados e as sístoles compensadoras mais enérgicas e esgotamento final da atividade do órgão em diástole.
Em Homeopatia o Cumarú é utilizado na dor dilacerante da cabeça; nos tremores sobre o lábio superior do lado direito; nas dores das articulações, como as dos joelhos e em casos de pré-tuberculose.

Toxicidade/Contra-indicações: As administrações de drogas que contenham cumarinas podem levar a um leve efeito hepatotóxico (elevado valor de enzimas no sangue). Altas doses (4 gramas de cumarina, equivalente a 150 gramas da droga) podem levar a um estado de estupor, dor de cabeça, náuseas e vômitos.

Dosagem e Modo de Usar:
• Óleo de Cumarú: Pingar algumas gotas do óleo de Cumarú no ouvido do doente;
• Homeopatia: Tintura-mãe, 1.ª, 2.ª e 3.ª.

Referências Bibliográficas:
• CORRÊA, M. P. Dicionário das Plantas Úteis do Brasil. IBDF. 1984.

• SOARES, A. D. Dicionário de Medicamentos Homeopáticos. 1ª edição. Santos
Livraria Editora. 2000.

• CAIRO, N. Guia de Medicina Homeopática. 21ª edição. Livraria Teixeira. 1983.

• PDR for Herbal Medicines. 1st editon. Medical Economics. 1998.

• VIEIRA, L.S. Fitoterapia da Amazônia. Editora Agronômica Ceres. São Paulo.
1992.

2 comentários:

Rafael disse...

O cumaru ou mais conhecido no meio gastronomico como tonka bean, está sendo muito usado na europa, asia e americas na confecção de chocolates, cremes, e sorvetes.
Existe algum problema ou contra indicação em usar esta semente para aromatizar produtos alimenticios? Qual o orgão que autoriza o uso em alimentação? existe algum registro no ministerio da saude/anvisa?
Rafael Barros
Chefe de Confeitaria.

interessante disse...

estou fazendo uso do oléo de cúmaru para o tratamento de artrose...gostaria de saber se você tem conhecimento desse eficaz remédio...a semente é misturada no alcoól e produz um oléo que passo nas pernas da minha mãe.