Pesquisa personalizada

Olá Amigos e Amigas, Bem vindo!!!

A idéia deste Blog é com o intuito de fornecer informações sobre Ervas e Insumos em geral.

Através de um estudo arduo e minuncioso, conseguimos trazer para vocês informações sobre cada Erva para auxilio de estudo e orientação quanto ao uso.

Vale salientar que todas as Ervas publicadas neste Blog são de fontes verdadeiras. Essas são encontradas sempre ao final de cada texto.

Espero que este Blog seja útil para todos vocês e se possível divulguem para que possamos trocar idéias a respeito dessas maravilhas que a Natureza nos oferece de graça.

Voltem sempre, pois estaremos semanalmente atualizando este Blog com outras Ervas.

Para encontrar a sua erva preferida, clique nas datas ao lado e boa leitura!!!

Abraços,

terça-feira, 17 de março de 2009

Erva de Passarinho

O nome popular Erva de Passarinho abrange um grande número de espécies, sendo a Struthanthus marginatus (Desrousseaux) Blume é a registrada pela Pharmacopeia dos Estados Unidos do Brasil 1ª (1926), sendo a droga constituída pela folha a qual é curtamente peciolada, geralmente oval, de vértice obtuso ou levemente obtuso-acuminado e de base amplamente obtusa ou sub-cordiforme. O limbo, quando inteiro, mede geralmente de 5 a 8 centímetros de comprimento, podendo atingir até 11 centímetros e de 3 a 6 centímetros de largura, sendo coriáceo, circundando por uma margem catilaginea. É de cor verde-escura ou glauco-verde, com nervura mediana saliente inferiormente e as demais pouco pronunciadas. Seca a folha é inodora e de sabor é fracamente adstringente e amargo.

Nome Científico: Struthanthus marginatus (Desrousseaux) Blume.

Nome Popular: Erva de Passarinho, Erva de Passarinho Miúda, Enxerto de Passarinho e Ocra, em português.

Família Botânica: Loranthaceae.

Parte Utiliza: Folha.

Princípios Ativos: São pouco conhecidos.

Indicações e Ações Farmacológicas: A Erva de Passarinho é indicada como peitoral, nas afecções respiratórias, tosses, bronquites, pneumonia e apreciável ação descongestionante.

Toxicidade/Contra-indicações: Não há referências nas literaturas consultadas.

Dosagem e Modo de Usar:
• Infusão ou Decocto a 5%: de 50 a 200 cc por dia;

Referências Bibliográficas:
• ALBINO, R. Pharmacopeia dos Estados Unidos do Brasil. 1ª edição. 1926.

• COIMBRA, R. Manual de Fitoterapia. 2ª edição. Cejup. 1994

Nenhum comentário: