Pesquisa personalizada

Olá Amigos e Amigas, Bem vindo!!!

A idéia deste Blog é com o intuito de fornecer informações sobre Ervas e Insumos em geral.

Através de um estudo arduo e minuncioso, conseguimos trazer para vocês informações sobre cada Erva para auxilio de estudo e orientação quanto ao uso.

Vale salientar que todas as Ervas publicadas neste Blog são de fontes verdadeiras. Essas são encontradas sempre ao final de cada texto.

Espero que este Blog seja útil para todos vocês e se possível divulguem para que possamos trocar idéias a respeito dessas maravilhas que a Natureza nos oferece de graça.

Voltem sempre, pois estaremos semanalmente atualizando este Blog com outras Ervas.

Para encontrar a sua erva preferida, clique nas datas ao lado e boa leitura!!!

Abraços,

quarta-feira, 18 de março de 2009

Estragão

Trata-se de uma planta herbácea, vivaz, apresentando caules eretos, ramosos, cilíndricos e glabros. As folhas são alternas, sésseis, linear-lanceoladas, quase todas inteiras, carnosas e glabras. As flores são pequenas, insignificantes, brancacentas, sempre estéreis, dispostas em panículas alongadas, as quais são compostas de pequenas espigas axilares. O fruto é um aquênio desprovido de cerdas.
A folha do Estragão pode ser usada como condimento, de sabor forte, picante e bastante aromática.

Nome Científico: Artemisia dracunculus L.

Nome Popular: Estragão, em português; Dragoncello e Erba Drago, na Itália; Estragon, na França, em espanhol e na Polônia; Schlangenkraut, na Alemanha; Tarragon, em inglês.

Família Botânica: Asteraceae (Compositae).

Parte Utilizada: Folha.

Princípios Ativos: Óleo Essencial: estragol, metil-cavicol; terpenos: ocimeno, felandreno; Heterosídeos Cumarínicos: herniarina.

Indicações e Ações Farmacológicas: O Estragão é indicado na inapetência, nas dispepsias, na dismenorréia, no reumatismo e nas parasitoses intestinais.
Apresenta a ações aperitiva, eupéptica, carminativa, anti-espasmódica, estrogênica, anti-séptica e antihelmíntica.

Toxicidade/Contra-indicações: Deve-se ter precaução em se utilizar o óleo essencial do Estragão, pois pode haver o aparecimento de reações alérgicas, e, em doses elevadas pode ser estimulante do sistema nervoso central e produzir irritação gastrintestinal.

Dosagem e Modo de Usar:
- Infusão: uma colherada de café por xícara. Infundir durante 10 minutos. Tomar três xícaras ao dia;
- Óleo Essencial: em cápsulas (25 a 50 mg/cápsula), uma a três vezes ao dia.

Referências Bibliográficas:
• PR VADEMECUM DE PRECRIPCIÓN DE PLANTAS MEDICINALES. 3ª edição. 1998.


• CORRÊA, M. P. Dicionário das Plantas Úteis do Brasil. IBDF. 1984.

Um comentário:

Anônimo disse...

Olá!

Eu ando a tentar saber como conseguir cultivar estragão!
Pois, já exprimentei varias vezes semear, em vários tipos de solo e não consigo que nasça nada.

Também já tentei plantar uma pernadinha mas também sem sucesso.

Sabem por acaso de alguma dica?

Abraços