Pesquisa personalizada

Olá Amigos e Amigas, Bem vindo!!!

A idéia deste Blog é com o intuito de fornecer informações sobre Ervas e Insumos em geral.

Através de um estudo arduo e minuncioso, conseguimos trazer para vocês informações sobre cada Erva para auxilio de estudo e orientação quanto ao uso.

Vale salientar que todas as Ervas publicadas neste Blog são de fontes verdadeiras. Essas são encontradas sempre ao final de cada texto.

Espero que este Blog seja útil para todos vocês e se possível divulguem para que possamos trocar idéias a respeito dessas maravilhas que a Natureza nos oferece de graça.

Voltem sempre, pois estaremos semanalmente atualizando este Blog com outras Ervas.

Para encontrar a sua erva preferida, clique nas datas ao lado e boa leitura!!!

Abraços,

quarta-feira, 25 de março de 2009

Ledum

Planta encontrada nas regiões norte e central da Europa, Ásia setentrional e América do Norte, o Ledum mede aproximadamente de 50 a 90 centímetros de altura, sempre verde. Apresenta folhas alternas, persistentes, lineares, coriáceas, verde e glabras na face superior e com pêlos na face inferior, possui pecíolo curto. As flores são brancas, dispostas em umbela terminal.


Nome Científico: Ledum palustre L. Sinonímia: Ledum decumbens Lodd. ex Steud., Ledum dilatatum Rupr., Ledum graveolens Gilib., Ledum tomentosum Stokes

Nome Popular: Ledum e Rosmarinho Silvestre, em português; Sumpf-porst, Porst, Wilder Rosmarin, na Alemanha; Jaguarzo de los Pântanos, Ledo, Lódano de los Pantanos, Olivode Bohemia, Romero de los Campos, Romero Selvaje, Romero Silvestre, Romero de los Pântanos, Rosmarino Silvestre e Té Del Labrador, em espanhol; Lédon des Marais, Romarin Sauvage, na França; Labrador Tea, Marsh Cistus, Marsh Ledum, Marsh Tea, Silesian Rosemary e Wild Rose-mary, em inglês.

Denominação Homeopática: LEDUM.

Família Botânica: Ericaceae.

Parte Utilizada: Caule e folha.

Princípios Ativos: Óleo Essencial: cujo composto principal é o ledol; Arbutina; Ácido Ledotânico.

Indicações e Ações Farmacológicas: Em Homeopatia o Ledum é utilizado nas afecções reumáticas e gotosas. Equimoses por queda ou traumatismo. Feridas causadas por instrumentos picantes e picadas de insetos. Dores reumáticas que começam pelos pés, indo de baixo para cima, com as articulações inchadas, mas com a pele que as recobre de aspecto pálido. Gota crônica, especialmente das pequenas articulações das mãos ou dos pés, são algumas dentre outras.

Toxicidade/Contra-indicações: Até o presente a informação que consta em nossas referências alerta para o ledol, o qual foi apontado como narcótico.

Dosagem e Modo de Usar:
Homeopatia: 3.ª à 30.ª, 60.ª, 100.ª, 200.ª, 500.ª e 1000.ª.
- Uso Externo Homeopático: Emprega-se uma solução de 1 parte da tintura para 20 de água fervida morna em compressas sobre a parte afetada ou em pomada.

Referências Bibliográficas:

• SOARES, A. D. Dicionário de Medicamentos Homeopáticos. 1ª edição. Santos
Livraria Editora. 2000.

• CAIRO, N. Guia de Medicina Homeopática. 21ª edição. Livraria Teixeira. 1983.

• SCHAWENBERG, P.; PARIS, F. Guia de las Plantas Medicinales. Omega.
1980.

Site:
www.gardenbed.com

Nenhum comentário: