Pesquisa personalizada

Olá Amigos e Amigas, Bem vindo!!!

Pesquise e estude sobre centenas de ervas disponibilizadas neste blog, com riqueza em informações, pois você irá se surpreender com os detalhes.

Para encontrar a sua erva desejada, veja nas datas ao lado e boa leitura!!!

Gostou? Ajude o blog a se manter no ar!!!

terça-feira, 17 de março de 2009

Douradinha

Trata-se de um subarbusto, de 25 a 50 cm de altura, com caules solitários ou raramente reunidos feixes, ascendentes, pouco ramificados, arredondados e glabros na base, achatados e pubescentes na parte superior e de ramos superiores aos caules. As folhas são alternas, ovais ou ovais-orbiculares, obtusas ou raramente um pouco agudas, cordiformes na base e desigualmente serreadas. As inflorescências são terminais e algumas ao mesmo tempo axilares, mais freqüentemente solitárias ou raramente agrupadas em número de duas a quatro, mais ou menos próximas. As pétalas são em número de cinco, oblongo-ovadas. É quase inodora e apresenta sabor mucilaginoso.

Nome Científico: Waltheria douradinha St. Hil.

Nome Popular: Douradinha, em português.

Família Botânica: Malvaceae.

Parte Utilizada: Caule, folha e flor.

Princípios Ativos: São poucos conhecidos.

Indicações e Ações Farmacológicas: As folhas e flores são empregadas internamente em infusão como emoliente, contra a tosse.

Toxicidade/Contra-indicações: Não há referências nas literaturas consultadas.

Dosagem e Modo de Usar:
• Infusão: 4 gramas para 250 gramas de água fervendo.

Referências Bibliográficas:
• ALBINO, R. Pharmacopeia dos Estados Unidos do Brasil. 1ª edição. 1926.

• CHERNOVIZ, P. L. N. A Grande Farmacopéia Brasileira. Editora Itatiaia. 1º
volume. 1996.
Postar um comentário