Pesquisa personalizada

Olá Amigos e Amigas, Bem vindo!!!

Blog desenvolvido para ajudar as pessoas a encontrarem a melhor erva para o seu problema de saúde.

As informações deste blog não pretendem substituir o médico e sim dar um alívio mais imediato ao paciente, evitar consultas por males insignificantes, diminuindo os gastos sociais e deixar os serviços médicos para os casos mais importantes. Serve também para orientar pacientes em locais carentes

Aproveite esta oportunidade e compartilhe com seus amigos.

sexta-feira, 6 de março de 2009

Cálcio de Ostra


A concha da ostra é uma estrutura encontrada em todo o mundo e apresenta uma cor acinzentada do lado de fora e uma pérola branca no interior. Nela são encontrados sais de cálcio, destacando-se o carbonato de cálcio.
O cálcio é um dos mais importantes sais minerais que o organismo necessita. É o quinto mineral mais abundante no organismo, atingindo de 1,5 a 2,0% do peso corpóreo, sendo quase toda a sua totalidade encontrada no tecido ósseo e dentes (99%) e o restante (1%) no sangue e tecidos moles.

Nome Científico: Ostrea edulis L. Sinonímia: Calcarea carbonica Hahnemani; Calcarea ostrearum; Calcarea ostreica; Calcium carbonicum ; Calcium carbonicum Hahnemani; Carbonas calcis; Conchae; Conchae; Conchae preparatae; Testae ostreae.

Nome Popular: Cálcio de Ostra e Carbonato de Cálcio Impuro, em português; Kalkerde e Kohlensäure Kalkerde, na Alemanha; Cal Carbonada, Carbonato de Cal que proviene de la concha de la ostra, em espanhol; Calcaire d’Huître, na França.

Denominação Homeopática: CALCAREA CARBONICA.

Parte Utilizada: Concha.

Princípios Ativos: Carbonato de Cálcio.

Indicações e Ação Farmacológica: Na Medicina Chinesa apresenta as funções: 1.de acalmar a mente: indicada nas agitações, em sintomas como palpitações, ansiedade, agitação, insônia, verborragia, pesadelos e nervosismo; 2. de adstringência: previne a queda de fluidos, essência e sangue. Indicado para a sudorese excessiva ou noturna, perda seminais involuntárias e corrimento vaginal; 3. de amolecer nódulos e massas: particularmente empregada no bócio, adenomegalias, escrófula e esplenomegalia; 4. de controlar o calor do estômago: aplicado na hiperacidez gástrica por calor do estômago, com dor epigástrica em queimação.
Pela Homeopatia o Cálcio de Ostra exerce ação profunda sobre os interstícios dos tecidos, sobre a vida vegetativa e sobre a nutrição em geral. Age sobre o tecido ósseo provocando exostoses. Sobre o tecido linfóide, ela age, hipertrofiando os gânglios, inflamando-os e até provocando supurações, principalmente nos cervicais e mesentéricos. O músculo cardíaco tem a sua contração aumentada e a dilatação retardada. Os vasos se contraem e a pressão arterial sobe. A coagulação do sangue aumenta. Deprime o sistema nervoso central e agrava as neuroses espasmódicas. É indicada em inúmeras situações, onde destacamos: Sono: insônia; Cabeça: suores noturnos e dores de cabeça; Olhos: dilatação crônica das pupilas e pálpebras vermelhas e com crostas; Boca: sensação de queimadura da boca e atraso na dentição das crianças; Estômago: má digestão; Abdome e Fezes: cólicas hepáticas com dores que vão da direita para esquerda e que melhoram pela marcha e diarréia com fezes ácidas; Órgãos Genitais Masculinos: exaltação do apetite sexual; Órgãos Genitais Femininos: leucorréia leitosa.
A função capital do cálcio, assim como a do fósforo, é a formação dos ossos e dos dentes, sendo que no esqueleto o balanço é realizado por dois tipos de células: os osteoblastos, que continuamente formam novas matrizes ósseas nas quais o fosfato de cálcio é depositado, e os osteoclastos que têm o balanço de suas atividades por absorção de tecido ósseo.
É também constituinte do cimento intercelular e da coagulação sangüínea, a qual necessita de um nível normal de cálcio para a formação do coágulo sangüíneo. Outra função é o seu papel vital na contração e no relaxamento muscular, movimentação dos processos bioquímicos que ocasionam a sua entrada na célula muscular. É um importante ativador de várias enzimas, como a ATPase, a qual libera energia para a contração muscular, além de exercer papel fundamental na absorção de tiamina na parede do intestino delgado.
Temos as seguintes necessidades diárias de cálcio nas diferentes fases da vida:

Recomendações Diárias de Cálcio (Via Oral)

Fase da Vida Idade mg/dia
Lactentes 0,0-0,5
0,5-1,0 400
600
Crianças 1-10 800
Adolescentes 11-18 1.200
Adultos 19-24
25-50
mais de 51 1.200
800
800
Gravidez
1.200
Lactação (1º semestre) 1.200
Lactação (2º semestre) 1.200


Toxicidade/Contra-indicações: O elevado consumo de cálcio, acima das quantidades permitidas, pode originar o aparecimento de hipercalcemia a qual é caracterizada por náuseas, vômitos, anorexia, coma, sede, incoordenação motora, poliúria, bradicardia, hipertensão, fraqueza muscular e diminuição da função renal crônica. Diferentes níveis de hipercalcemia são observados.

Dosagem e Modo de Usar: Não há referências nas literaturas consultadas.

Referências Bibliográficas:
• FRANCO, G. Tabela de Composição Química dos Alimentos, 9ª edição, Atheneu,
São Paulo, 1992.

• SOARES, A. D. Dicionário de Medicamentos Homeopáticos. 1ª edição. Santos
Livraria Editora. 2000.

• CAIRO, N. Guia de Medicina Homeopática; 21ª edição; Livraria Teixeira; São
Paulo; 1983.

• BOTSARIS, A. S. Fitoterapia Chinesa e Plantas Brasileiras. Ícone. 1995.

• POULIN, M; ROBBINS, C. A Farmácia Natural - Guia de Medicamentos
Naturais. 1992.


Um comentário:

wirlayne disse...

Adorei o blog, naveguei e não morri na praia. Foi a melhor explicação que obtive. Parabéns!!!
Vou divulgar...
Wirlayne Andrade

Publicidade