Pesquisa personalizada

Olá Amigos e Amigas, Bem vindo!!!

Pesquise e estude sobre centenas de ervas disponibilizadas neste blog, com riqueza em informações, pois você irá se surpreender com os detalhes.

Para encontrar a sua erva desejada, veja nas datas ao lado e boa leitura!!!

Gostou? Ajude o blog a se manter no ar!!!

terça-feira, 10 de março de 2009

Cardamomo

Há muito tempo o Cardamomo é conhecido, sendo utilizado desde o tempo dos egípcios para aromatizar o café. Espécie próxima do Gengibre, o Cardamomo é nativo das ilhas tropicais úmidas do sul da Índia. É uma planta vivaz, de rizoma espesso e grande e com folhas ovadas e agudas. As flores são pequenas e amareladas com um lábio purpúreo. As sementes são freqüentemente vendidas junto com o fruto, sendo este caracterizado por ser uma cápsula ovóide trigonal, trilocular, contendo três lojas, cada uma das quais encerra de quatro a sete sementes. As sementes são descritas pela Pharmacopeia dos Estados Unidos do Brasil 1ª edição (1926) da seguinte maneira: “As sementes de cardamomo apresentam-se geralmente aglutinadas em massas, em número de 2 a 7; são oblongas-ovóides, triangulares ou irregularmente quadrangulares, convexas na face dorsal, fortemente escavadas longitudinalmente numa das suas faces, e medem de 3 a 4 mm de comprimento; externamente são de cor cinzento-parda avermelhada, grosseiramente tuberculosas ou rugosas e apresentam porções mais ou menos aderentes do arilo claro, delgado e membranoso, que as envolve.
Seu corte apresenta: um episperma delgado, pardo-avermelhado; um largo perisperma branco e um endosperma ou albume central, esverdeado que envolve um pequeno embrião reto e cilíndrico.” E ainda acrescenta:
“Nota – A semente de cardamomo deve ser conservada dentro do fruto, de onde só deve ser retirada para emprego imediato.”

Nome Científico: Elletaria cardamomum (Roxburgh) Maton. Sinonímia: Apronum racemosum Lamk.; Amomum compactum Roem. et Sch.; Alpinia cardamomum Roxburgh.

Nome Popular: Cardamomo, Cardamomo-de-Malabar, Cardamomo-de-Sião e Cardamomo-menor, em português; Cardamomo, em espanhol; Cardamome, na França; Kardamomen, na Alemanha; Cardamon, em inglês.

Família Botânica: Zingiberaceae.

Parte Utilizada: Fruto e semente.

Princípios Ativos: Óleo Essencial: limoneno, cineol, -terpineol, acetato de terpinilo, borneol; Amido; Ácidos Graxos: caprílico, capróico, palmítico, esteárico, oléico e linolêico; Fitosteróis.

Indicações e Ações Farmacológicas: O Cardamomo é indicado na inapetência, no meteorismo, na dispepsia, nos resfriados comuns, nos estados febris, na faringite. Externamente é aplicado sobre as dermatomicoses e infecções cutâneas.
Apresenta as seguintes ações farmacológicas: aromático, estimulante do apetite, digestivo, carminativo, bacteriostático e fungicida.

Toxicidade/Contra-indicações: O óleo essencial puro pode ser neurotóxico e dermocáustico. Não administrar, nem aplicar topicamente em crianças menores de 6 anos nem a pessoas com alergias respiratórias ou com hipersensibilidade conhecida a óleos essenciais. É contra-indicado o uso de óleo essencial por via interna durante a gravidez, lactação, para crianças menores de 6 anos ou para pacientes que apresentem alguma enfermidade gastrintestinal, como gastrite ou síndrome do Cólon Irritável bem como enfermidade neurológica, destacando a doença de Parkinson ou epilepsia.

Dosagem e Modo de Usar:
- Infusão: Uma colher de sobremesa (4 a 6 frutos) por xícara, infundir durante 10 minutos e tomar duas ou três vezes ao dia;
- Pó: 200 a 500 mg por dose, uma a três ao dia;
- Extrato Fluido (1:1): 20 gotas (0,5 g), uma a três vezes ao dia;
- Tintura (1:5): 50 gotas, uma a três vezes ao dia.

Referências Bibliográficas:
• PR VADEMECUM DE PRECRIPCIÓN DE PLANTAS MEDICINALES. 3ª edição.
1998.

• ALBINO, R. Pharmacopeia dos Estados Unidos do Brasil. 1ª edição. 1926.

• PDR for Herbal Medicines. 1st editon. Medical Economics. 1998.

• OLIVEIRA, F.; AKISUE, G.; AKISUE, M. K. Farmacognosia. 1ª edição.
1996.
Postar um comentário